Commit 2aa7f624 authored by Rafael Peretti Pezzi's avatar Rafael Peretti Pezzi

Qua Jan 6 16:42:43 BRST 2016

parent f01c4ffe
This diff is collapsed.
......@@ -3,6 +3,8 @@
Criado em 2012 no Instituto de Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (IF/UFRGS), o Centro de Tecnologia Acadêmica tinha como objetivo inicial integrar os estudantes do curso recentemente criado de Engenharia Física com as atividades de ensino, pesquisa e extensão da universidade [^CTA-boas-Vindas]. Com o tempo, o Centro adquiriu um escopo maior, com a proposta de promover a disseminação e compartilhamento do conhecimento. Buscamos tais objetivos com a adoção e desenvolvimento de softwares e hardwares livres, fundamentada nas definições de liberdade do conhecimento.
>: Da maneira como a narrativa foi feita, parece que foi um processo sequencial: estudantes de engenharia física -> disseminação do do conhecimento -> softwares e hardwares livres. Mas todos esses elementos já estavam juntos desde os primórdios, apenas ganharam maturidade com o tempo. Modificaria a narrativa para que transmita essa ideia.
>: Buscamos a apropriação das ferramentas utilizadas por projetos colaborativos e distribuidos bem sucedidos. Exemplo, Lernel Linux, Wiki, fóruns, listas de emails. (costurar isto no texto)
![Princípios do Centro de Tecnologia Acadêmica - CTA IF/UFRGS](./figuras/CTA_composto.png)
Percebemos uma associação intrincada entre os princípios do CTA, pois o ensino só pode ser realizado de forma plena se houver a infraestrutura de hardware e software necessária, assim como o acesso e compreensão dos frutos do desenvolvimento científico. Já o desenvolvimento da ciência aberta só é possível se formos capazes de verificar as asserções propostas e de gerenciar as informações de forma aberta, com pessoas que trabalham e possuem conhecimento dos métodos e ferramental utilizado. O software e o hardware só podem ser verdadeiramente livres e abertos para proporcionar essa infraestrutura para a ciência e educação se forem desenvolvidos sobre ferramentas abertas e se o conhecimento para estudo e reprodução de tais for acessível. Essencialmente, a adoção e incentivo de todos os quatro temas são indispensáveis para a disseminação do conhecimento e é com isso em mente que agimos no CTA.
......
......@@ -69,6 +69,8 @@ Carência de ferramentas livres para desenho de hardware aberto: por uma infraes
>:Pode ser falado disso para marcar o ponto. É uma oportunidade.
### Considerações sobre Fablabs e as tecnologias livres
O heitor vai fazer.. :)
*** Agradecimentos ***
......
This diff is collapsed.
......@@ -53,7 +53,7 @@ Para a construção de uma rede de coleta de dados é necessário também foment
Os trabalhos desenvolvidos resultaram no artigo "Estações meteorológicas de código aberto: Um projeto de pesquisa e desenvolvimento tecnológico"[^ArtigoEMM], publicado na Revista Brasileira de Ensino de Física em Março de 2015. O artigo descreve o desenvolvimento da Estação Meteorológica Modular, a calibração dos sensores e a comparação entre medidas obtidas com o primeiro protótipo da EMM[^EMM-metereolog] e uma estação meteorológica do CEPSRM[^CEPSRM].
Atualmente as estações meteorológicas são construídas utilizando-se a plataforma de prototipagem Arduino[^arduino] uma distribuição GNU/Linux baseada no Debian chamada TropOS[^TropoOS] contendo interpretadores Python e servidores de dados, enquanto algumas partes estão sendo elaboradas com uma impressora 3D de código aberto e com a Fresadora PCB João-de-Barro[^FJDB]. A última versão desenvolvida[^EMM-meteorolog02] é capaz de monitorar temperatura, pressão, umidade relativa do ar e luminosidade e enviar os dados coletados para o site do CTA, onde os dados ficam disponiveis em domínio público. Os sensores atualmente utilizados são o LDR, para luminosidade, o DHT22, para temperatura e umidade relativa do ar, e o BMP085, para temperatura e pressão.
Atualmente as estações meteorológicas são construídas utilizando-se a plataforma de prototipagem Arduino[^arduino], uma distribuição GNU/Linux baseada no Debian chamada TropOS[^TropoOS] contendo interpretadores Python e servidores de dados, enquanto algumas partes estão sendo elaboradas com uma impressora 3D de código aberto e com a Fresadora PCB João-de-Barro[^FJDB]. A última versão desenvolvida[^EMM-meteorolog02] é capaz de monitorar temperatura, pressão, umidade relativa do ar e luminosidade e enviar os dados coletados para o site do CTA, onde os dados ficam disponiveis em domínio público. Os sensores atualmente utilizados são o LDR, para luminosidade, o DHT22, para temperatura e umidade relativa do ar, e o BMP085, para temperatura e pressão.
![Representação de protótipo da EMM](./figuras/vetoriais/board-proto.svg "Representação de protótipo educacional uma Estação Meteorológica Modular em protoboard")
......@@ -95,7 +95,7 @@ Hiperobjetos
[^REA] SANTANA, B.; ROSSINI, C.; PRETTO, N.D.L.. Recursos Educacionais Abertos: Práticas Colaborativas e Políticas Públicas. EDUFBA e Casa de Cultura Digital, Salvador e São Paulo, 2012. Disponível em: http://www.livrorea.net.br/ .
[^EMM-wiki] CENTRO DE TECNOLOGIA ACADÊMICA. Estações meteorológicas Modulares: monitoramento climático e ambiental. Disponóvel em: http://cta.if.ufrgs.br/projects/estacao-meteorologica-modular/wiki/Wiki. Acessado em 4 de Janeiro de 2016.
[^EMM-wiki] CENTRO DE TECNOLOGIA ACADÊMICA. Estações meteorológicas Modulares: monitoramento climático e ambiental. Disponível em: http://cta.if.ufrgs.br/projects/estacao-meteorologica-modular/wiki/Wiki. Acessado em 4 de Janeiro de 2016.
[^EMM-gitlab] CENTRO DE TECNOLOGIA ACADÊMICA. Repositório da EMM no Gitlab. Diposnível em: https://git.cta.if.ufrgs.br/groups/meteorolog. Acessado em 4 de Janeiro de 2016.
......
# O Centro de Tecnologia Acadêmica: princípios e perspectivas
Acreditando que a cultura de ampla colaboração e de continuidade do conhecimento faz-se necessária para suprir as necessidades atuais da humanidade sem prejudicar as gerações futuras, o Centro de Tecnologia Acadêmica do Instituto de Física da UFRGS (CTA IF/UFRGS) foi criado para adotar os princípios da cultura livre em suas atividades. Isto é feito utilizando e desenvolvendo conhecimento e tecnologias livres e abertas. São tecnologias livres e abertas aquelas cujos usuários têm as liberdades de uso, estudo, modificação e distribuição, garantindo autonomia no aprendizado, no uso, desenvolvimento e disseminação dessas tecnologias. Este artigo justifica esta escolha apresentando como as possibilidades de criação, uso e disseminação do conhecimento geradas pela tecnologia digital, que embasam a cultura digital, estão sendo utilizadas e aprimoradas no CTA IF/UFRGS.
Acreditando que a cultura de ampla colaboração e de continuidade do conhecimento faz-se necessária para suprir as necessidades atuais da humanidade sem prejudicar as gerações futuras, o Centro de Tecnologia Acadêmica do Instituto de Física da UFRGS (CTA IF/UFRGS) foi criado para adotar os princípios da cultura livre em suas atividades. Isto é feito utilizando e desenvolvendo conhecimento e tecnologias livres e abertas. São tecnologias livres e abertas aquelas cujos usuários têm as liberdades de uso, estudo, modificação e distribuição, garantindo autonomia no aprendizado, no uso, desenvolvimento e disseminação dessas tecnologias. Este artigo justifica a escolha das tecnologias livres e abertas apresentando como as possibilidades de criação, uso e disseminação do conhecimento geradas pela tecnologia digital, que embasam a cultura digital, estão sendo utilizadas e aprimoradas no CTA IF/UFRGS.
>: "Este artigo justifica a escolha das tecnologias livres e abertas apresentando...", acho que fica mais claro.
Iniciamos com uma breve reflexão sobre os impactos das tecnologias digitais na circulação da informação, do conhecimento e da cultura e apontamos os benefícios dos conceitos de liberdade e abertura do conhecimento aplicados à ciência, tecnologia e educação. Em seguida apresentamos hardware aberto e livre como o passo eminente na evolução do desenvolvimento colaborativo de tecnologias. Fazendo uma análise dos conceitos, apontamos para a infraestrutura e metodologias necessárias para viabilizar o desenvolvimento colaborativo de instrumentos científicos e educacionais abertos em escala até então vista apenas em projetos de intangíveis como a Wikipédia e o sistema operacional GNU/Linux.
Iniciamos com uma breve reflexão sobre as possibilidades criadas pela tecnologia digital e descrevemos os conceitos de liberdade e abertura do conhecimento, sua adoção por linhas de pensamento que as aplicam na ciência, tecnologia e educação e como estes conceitos são integrados como princípios no Centro de Tecnologia Acadêmica visando a atualização da academia nos modos de produção, gestão e disseminação do conhecimento.
Descrevemos como estes conceitos são integrados como princípios no Centro de Tecnologia Acadêmica visando a atualização da academia nos modos de produção, gestão e disseminação do conhecimento e por fim apresentamos alguns exemplos de instrumentos abertos desenvolvidos no CTA, juntamente com com reflexões sobre o papel que os princípios adotados pelo Centro têm para a formação dos alunos e o impacto que seus projetos podem ter na sociedade pela integração natural com a pesquisa e extensão universitárias.
Em seguida apresentamos a infraestrutura e metodologias necessárias para viabilizar o desenvolvimento colaborativo de instrumentos científicos e educacionais abertos em escala até então vista apenas em projetos de intangíveis como a Wikipédia e o sistema operacional GNU/Linux. Por fim apresentamos alguns exemplos de instrumentos abertos desenvolvidos no CTA e finalizamos com reflexões sobre o papel que os princípios adotados pelo Centro têm para a formação dos alunos e o impacto que seus projetos podem ter na sociedade pela integração natural com a pesquisa e extensão universitárias.
>: Acho interessante explicar que o desenvolvimento de projetos não-intangíveis (projetos materiais, ou palpáveis) apresenta novos desafios. Talvez a palavra "intangíveis" pode soar como inalcançáveis, talvez poderíamos trocar por imateriais ou impalpáveis.
Markdown is supported
0% or
You are about to add 0 people to the discussion. Proceed with caution.
Finish editing this message first!
Please register or to comment