Commit 56834319 authored by Rafael Peretti Pezzi's avatar Rafael Peretti Pezzi

Ter Jan 5 15:54:47 BRST 2016

parent 0f419b23
This diff is collapsed.
......@@ -46,7 +46,7 @@ O CTA realiza oficinas de introdução às ferramentas livres utilizadas para o
* Tropixel Labs, em Ubatuba
* Ciência Aberta 2015, em São Paulo
: Acho que os nomes deveriam estar por extenso, não em sigla, com um link para o site do evento. Além disso falta um "2015" ao lado do Latinoware e do Topixel Labs.
> : Acho que os nomes deveriam estar por extenso, não em sigla, com um link para o site do evento. Além disso falta um "2015" ao lado do Latinoware e do Topixel Labs.
*** Referências ***
......
## Práticas e infraestrutura para expansão do conhecimento
Foi demonstrado que o surgimento de máquinas de fabricação digital de baixo custo como a impressora 3D RepRap[^REPRAP2011] levam a drástica redução dos custos para obtenção de instrumentos científicos[^PEARCE-Science2012].
: "levam a drástica redução" -> "levam à drástica redução" ou "levam a uma drástica redução" -- não diria que a forma atual esteja em desacordo com as normas, mas, na minha opinião, o que sugeri soa melhor.
>: "levam a drástica redução" -> "levam à drástica redução" ou "levam a uma drástica redução" -- não diria que a forma atual esteja em desacordo com as normas, mas, na minha opinião, o que sugeri soa melhor.
### Documentação de projetos
......@@ -22,6 +22,7 @@ Uma documentação de qualidade, incluindo a sua disponibilidade e reprodutibili
Se por um lado diversas vertentes de abertura e liberdade do conhecimento surgiram a partir dos ideais de software livre, por outro, estas diferentes vertentes têm alguma dificuldade em encontrar um ponto comum de atuação. Por exemplo, muitos entusiastas de hardware aberto e livre não necessariamente prezam pelo uso de software livre para a realização de seus projetos, assim como é comum defensores de recursos educacionais abertos utilizarem plataformas proprietárias para produzir e distribuir seus materiais didáticos sob licenças permissivas. A fim de construir uma base conceitual para o ponto em comum entre todas as vertentes de conhecimento aberto, do software, aos materiais multimídias e os equipamentos, foi criado o conceito de hiperobjeto[^PEZZI-CA2015]. Hiperobjeto pode ser entendido como a interseção entre Hardware livre, software livre e documentação livre, ou seja, é um objeto que foi criado com ferramentas livres (software livre), pode ser utilizado com software livre e sua documentação é livre. A documentação livre é mais ampla do que a documentação necessária para estudar, modificar, distribuir e fabricar o equipamento. Ela inclui também manuais de uso, guias de atividades e aplicações em contextos de educação e ciência aberta. Isto é, integra o hiperobjeto todo o material produzido relacionado ao hiperobjeto foi disponibilizado pelos autores em conformidade com as definições de obras culturais livres e de conhecimento aberto. [^esc]
: confesso que não entendi o "ferramentas livres (software livre)", estamos falando de todas as ferramentas livres, do software a fresadora, certo?
: na última frase, "Isto é, integra o hiperobjeto . . ." , parece que falta algo antes do "foi"
![Hiperobjetos](./figuras/hiperobjeto.png)
......
......@@ -13,14 +13,14 @@ Infraestrutura para materialização de projetos eletrônicos.
Este projeto trata-se de uma placa de circuito impressa que, integrada à placa Arduino, fornece um instrumento para programação básica e aquisição de dados utilizando o Arduino. O Shield Arduino Básico permite que o usuário consiga realizar atividades introdutórias à plataforma Arduino, tais como controlar LED's e adquirir dados de luminosidade através do resistor dependente de luz (LDR).
A ideia de criar tal dispositivo surgiu da necessidade do Centro de Tecnologia Acadêmica ministrar oficinas sobre Arduino em um curto período de tempo sem que necessitasse da montagem de um circuito eletrônico simples numa placa de ensaio (protoboard). A placa foi desenhada com o auxílio do software livre KiCAD e impressa com a Fresadora PCI João-de-Barro.Foi utilizado pela primeira vez num evento da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, numa das atividades promovidas pelo Centro de Tecnologia Acadêmica.
: especificar o evento,se der, colocar um link para a página do evento
>: especificar o evento,se der, colocar um link para a página do evento
Assim, o Shield Arduino Básico possibilita a inserção de um instrumento de ensino tecnológico básico em diversos espaços e atividades pedagógicas neste âmbito, de forma prática e de baixo custo. A plataforma Arduino em si trouxe um grande avanço no acesso à educação tecnológica, e o Shield traz suporte a essa plataforma. O projeto procura contribuir com a realização do objetivo do Centro de Tecnologia Acadêmica de gerar infraestrutura para o conhecimento, livremente, sendo que os arquivos para impressão e a documentação do Shield são disponibilizadas para todos.
:Sobre a última frase "o projeto procura contribuir . . .", acho que o projeto contribui, não procura contribuir. Poderia ser substituido com algo como "a documentação aberta do projeto, somada com o fato de ter sido desenvolvido com ferramentas livres, faz do shield arduino basico um hardware aberto/livre, um hiperobjeto(?)"
>:Sobre a última frase "o projeto procura contribuir . . .", acho que o projeto contribui, não procura contribuir. Poderia ser substituido com algo como "a documentação aberta do projeto, somada com o fato de ter sido desenvolvido com ferramentas livres, faz do shield arduino basico um hardware aberto/livre, um hiperobjeto(?)"
: adicionar uma imagem do shield e do evento
>: adicionar uma imagem do shield e do evento
[REF] http://cta.if.ufrgs.br/projects/shield-arduino-basico/wiki/
......
......@@ -2,11 +2,13 @@
Acreditando que a cultura de ampla colaboração e de continuidade do conhecimento faz-se necessária para suprir as necessidades atuais da humanidade sem prejudicar as gerações futuras, o Centro de Tecnologia Acadêmica do Instituto de Física da UFRGS (CTA IF/UFRGS) foi criado para adotar os princípios da cultura livre em suas atividades. Faz isso utilizando e desenvolvendo conhecimento e tecnologias livres e abertas. São tecnologias livres e abertas aquelas cujos usuários tem as liberdades de uso, estudo, modificação e distribuição, garantindo autonomia no aprendizado, no uso, desenvolvimento e disseminação dessas tecnologias. Este artigo justifica esta escolha apresentando como as possibilidades de criação, uso e disseminação do conhecimento geradas pela tecnologia digital, que embasam a cultura digital, estão sendo utilizadas e aprimoradas no CTA IF/UFRGS.
>:Substituir "Faz isso" na segunda frase por "Isto é feito", assim fica uma estrutura mais formal.
>:Trocar "tem as liberdades" por "têm as liberdades", questao gramatical.
: "Este artigo justifica a escolha das tecnologias livres e abertas apresentando...", acho que fica mais claro.
>: "Este artigo justifica a escolha das tecnologias livres e abertas apresentando...", acho que fica mais claro.
Iniciamos com uma breve reflexão sobre as possibilidades criadas pela tecnologia digital e descrevemos os conceitos de liberdade e abertura do conhecimento, sua adoção por linhas de pensamento que as aplicam na ciência, tecnologia e educação e como estes conceitos são integrados como princípios no Centro de Tecnologia Acadêmica visando a atualização da academia nos modos de produção, gestão e disseminação do conhecimento.
Em seguida apresentamos a infraestrutura e metodologias necessárias para viabilizar o desenvolvimento colaborativo de instrumentos científicos e educacionais abertos em escala até então vista apenas em projetos de intangíveis como a Wikipédia e o sistema operacional GNU/Linux. Por fim apresentamos alguns exemplos de instrumentos abertos desenvolvidos no CTA e finalizamos com reflexões sobre o papel que os princípios adotados pelo Centro têm para a formação dos alunos e o impacto que seus projetos podem ter na sociedade pela integração natural com a pesquisa e extensão universitárias.
: Acho interessante explicar que o desenvolvimento de projetos não-intangíveis (projetos materiais, ou palpáveis) apresenta novos desafios. Talvez a palavra "intangíveis" pode soar como inalcançáveis, talvez poderíamos trocar por imateriais ou impalpáveis.
>: Acho interessante explicar que o desenvolvimento de projetos não-intangíveis (projetos materiais, ou palpáveis) apresenta novos desafios. Talvez a palavra "intangíveis" pode soar como inalcançáveis, talvez poderíamos trocar por imateriais ou impalpáveis.
Markdown is supported
0% or
You are about to add 0 people to the discussion. Proceed with caution.
Finish editing this message first!
Please register or to comment