Commit f9ed0671 authored by Rafael Peretti Pezzi's avatar Rafael Peretti Pezzi

Qui Jan 7 13:24:24 BRST 2016

parent fc5cf35a
......@@ -27,7 +27,11 @@ O Centro de Tecnologia Acadêmica IF/UFRGS atua em ambas as frentes. As tecnolog
### 1.2 A liberdade e abertura do conhecimento
A fim de tornar natural o princípio de indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão e maximizar o potencial de disseminação das tecnologias utilizadas e desenvolvidas pelo CTA, foram tomados como princípios do Centro aqueles da abertura e liberdade do conhecimento. São modalidades de conhecimento que surgem, se estabelecem e exploram profundamente as possibilidades advindas das tecnologias digitais.. É uma abordagem que estimula a participação colaborativa no empreendimento acadêmico e estimula uma competição que recompense a capacidade de inovação e não o acesso aos meios[^ABDO-CA2014]. Ao mesmo tempo promove a extensão pela remoção de barreiras à disseminação destas tecnologias para além do ambiente acadêmico, podendo atingir o ensino em todos os níveis assim como atividades comerciais, de serviços e industriais, sem discriminação ou favoritismo ao mesmo tempo em que atualiza a prática acadêmica às tendências e os princípios e preceitos de transparência.
>: às tendências e aos princípios e preceitos de transparência.
>: às tendências, princípios e preceitos de transparência.
>: é transparência genérica ou em relação a universidade com a sociedade?
Ao lembrar que as tecnologias têm impacto direto na vida cotidiano e no futuro,
Cabe apontar também que as tecnologias livres se enquadram naturalmente nas propriedades de transferência de tecnologia para adaptação às mudanças climáticas. Segundo o relatório de 2009 elaborado pelo grupo especialista de transferência de tecnologia da Convenção Quadro de Mudanças Climáticas das Nações Unidas[^UNFCCC-2009], a transferência de tecnologias de adaptação e mitigação dos efeitos das mudanças climáticas deve prover ao recipiente a capacidade para:
* Instalar, operar, manter e reparar as tecnologias
......@@ -66,8 +70,6 @@ A comunidade de hardware aberto que se reuniu em meados de 2010 para criar uma d
> Open source hardware é o hardware cujos projetos são disponibilizados publicamente de modo que qualquer um possa estudar, modificar, distribuir, fabricar e vender o projeto ou o hardware baseado no projeto. A fonte do hardware, o projeto do qual ele é fabricado, é disponibilizado no formato mais adequado para que nele sejam feitas modificações. Idealmente, hardware de código aberto utiliza componentes e materiais facilmente acessíveis, processos padrões, infraestrutura aberta, conteúdo irrestrito, e ferramentas de desenho livres para maximizar a possibilidade dos indivíduos fazerem e utilizarem o hardware. Hardware de código aberto dá às pessoas a liberdade de controlar a sua tecnologia enquanto compartilham conhecimento e encoraja o comércio através do compartilhamento aberto dos projetos.
Atualmente o desenvolvimento de hardware aberto seguindo os princípios citados é bastante limitado devido à carência de "processos padrões, infraestrutura aberta, conteúdo irrestrito, e ferramentas de desenho livres" apropriadas para esta finalidade. Além destes aspectos técnicos, boas práticas de registro e documentação também não estão bem estabelecidas, sendo um atual desafio cultural a ser superado para atingir uma maior prosperidade no desenvolvimento de hardware aberto. O CTA está atuando para viabilizar ou ampliar as possibilidades de desenvolvimento de hardware que siga mais profundamente os princípios estabelecidos na definição de hardware aberto e livre, atuando nos pontos mais carentes apontados acima.
**Esclarecimento: o que é hardware?**
Exite uma tendência a considerar apenas os instrumentos eletrônicos, tipicamente microprocessados como um computador, como sendo hardware. Entretanto, hardware, em inglês representa qualquer instrumento físico, seja uma ferramenta manualou uma impressora 3D. Equipamentos utilizados em laboratórios científicos também se encontram na categoria de '''hardware'''. Mais do que isso, uma gama de instrumentos científicos abertos estão sendo concebidos dentro do conceito de Open Science Hardware ^PEARCE_science2012]. Assim, utilizamos aqui e defendemos o entendimento de hardware na representação ampla de instrumentos e ferramentas além dos computadores.
......@@ -75,7 +77,7 @@ Exite uma tendência a considerar apenas os instrumentos eletrônicos, tipicamen
### 1.4 Da liberdade do software à do hardware
São comuns as ilustrações das novas dinâmicas produtivas exemplificadas pela Wikipédia e o software livre. São empreendimentos colaborativos de construção de intangíveis que floresceram quando os elementos para sua criação e disseminação estavam maduros a ponto de serem adotados em larga escala. Neste ponto, a infrastrutura física necessária para isto, um computador conectado à internet rede, é complementado por elementos técnicos e legais:
São comuns as ilustrações das novas dinâmicas produtivas exemplificadas pela Wikipédia e o software livre. São empreendimentos colaborativos de construção de intangíveis que floresceram quando os elementos para sua criação e disseminação estavam maduros a ponto de serem adotados em larga escala. Neste ponto, a infrastrutura física necessária para isto, um computador conectado à internet, é complementado por elementos técnicos e legais:
* Aspectos técnicos que viabilizam colaboração em software livre
* Hardware: Um computador conectado à rede
......@@ -83,7 +85,9 @@ São comuns as ilustrações das novas dinâmicas produtivas exemplificadas pela
* Aspectos Legais: uma licença de software livre
O próximo passo na construção colaborativa refere-se à construção colaborativa e distribuída de objetos tangíveis. Enquanto a infraestrutura física para a colaboração distribuída para o desenvolvimento de software e textos, os computadores, já é relativamente padronizada e acessível a uma parcela significativa da população, o mesmo não é verdade para ferramentas de desenho e fabricação de instrumentos e equipamentos físicos e seus insumos. Mais sobre isto adiante, na seção sobre infraestrutura.
O próximo passo na construção colaborativa refere-se à construção colaborativa e distribuída de objetos tangíveis. Enquanto os computadores pessoais suprem a infraestrutura física para a colaboração distribuída para o desenvolvimento de software e textos, a infraestrutura necessária desenho colaborativo e fabricação distribuída de instrumentos e equipamentos físicos ainda é precária.
Atualmente o desenvolvimento de HAL seguindo os princípios da declaração é bastante limitado devido à carência de "processos padrões, infraestrutura aberta, conteúdo irrestrito, e ferramentas de desenho livres" apropriadas para esta finalidade. Além destes aspectos técnicos, boas práticas de registro e documentação também não estão bem estabelecidas, sendo um atual desafio cultural a ser superado para atingir uma maior prosperidade no desenvolvimento de hardware aberto. O CTA está atuando para viabilizar ou ampliar as possibilidades de desenvolvimento de hardware que siga mais profundamente os princípios estabelecidos na definição de hardware aberto e livre, atuando nos pontos mais carentes apontados acima.
No que se refere ao software utilizado para projetar o hardware, este surge explicitamente na declaração dos princípios, copiada acima, onde aponta que as '''ferramentas de desenho devem ser livres'''. A segunda referência ao software é indireta. Pode-se ler na primeira seção da definição as orientações sobre os formatos dos arquivos da documentação do projeto, onde são indicados formatos que possam ser modificados e codificados em formatos abertos. Neste caso a indicação ao software livre que trata do formato aberto é indireta, mas também presente. O desenvolvimento de infraestrutura aberta para o desenho de fabricação de hardware livre e aberto é uma das linhas de ação do CTA, como descrita na seção 2.
......@@ -95,8 +99,7 @@ Sem a disponibilidade de tal infraestrutura observamos um modelo centralizado d
* Safecast (aqui podemos falar também de ciência cidadã.
>: Aqui ficou uma questão em aberto, a ideia é encerrar a seção com esses exemplos ou incluir um texto explicativo depois? Falar de ciência cidadã ou não?
**Para ser incluida na seção Infraestrutura:** Um grande passo na direção de popularização dos meios de fabricação distribuido está sendo feita pelo FabLabs, laboratórios de fabricação, que contam com máquinas de fabricação digital tais como Fresadoras de controle numérico computadorizado. Entretanto, o custo elevado das máquinas e a carência de padrões de arquivos e programas livres para desenho e modificação de projetos, a colaboração em larga escala ainda não é viável.
>: Incluir isto em "infraestrutura"
A seguir apresentamos a nossa visão de práticas e infraestrutura necessária para o desenvolvimento aberto e colaborativo de Tecnologias Acadêmicas e HAL.
*** Referências: ***
......
......@@ -50,7 +50,7 @@ O sucesso dos modelos de negócio abertos vem sendo notado em organizações de
Um desafio a ser superado reside em desmentir a ideia de que a abertura de um empreendimento o faz perder o propósito de lucrar. Isso não é via de regra, tendo em vista os casos de prosperidade mencionados anteriormente. Isso remete também à distinção de abertura e liberdade para gratuidade. O que realmente muda é a forma de organização do desenvolvimento do produto, mas não a sua rentabilidade. Também é preciso reformular o uso de licenças no desenvolvimento de produtos, de forma a não fechar o produto, mas incentivar que quem se aproprie dele com interesses de utilizá-lo para comercializá-lo de algumo forma mantenha-o aberto e colabore para sua melhoria.
Um desafio a ser superado reside em desconstruir a ideia de que a abertura de um empreendimento o faz perder o propósito de lucrar. Não há correlação direta entre estes fatores, tendo em vista os casos de prosperidade mencionados anteriormente, o que remete também à distinção de abertura e liberdade para gratuidade. A verdadeira mudança se aorsenta na forma de organização do desenvolvimento do produto e não na sua rentabilidade. Também é preciso reformular o uso de licenças no desenvolvimento de produtos, utilizando licenas permissivas, de forma a não fechar o produto, incentivando que quem busque o produto com interesses de utilizá-lo para comercialização de alguma forma mantenha-o aberto e colabore para sua melhoria e diversificação.
>: creio não ser possívil afirmar que "deforma alguma isso acontece", pois pode acontecer. Talvez seja melhorar reformular para algo como "como mostrado pelos casos mencionandos, isso não é uma regra" e tals
......@@ -62,6 +62,9 @@ Um desafio a ser superado reside em desmentir a ideia de que a abertura de um em
>:: Complementei um pouco, mas creio que essa parte de licenciamento mereceria até mesmo uma seção, não tendo que ser necessariamente explanado na parte do empreendedorismo aberto.Abro-me para mais sugestões, caso achem necessário.
>:::Na minha percepção melhorou, Pedro. A estrutura ficou melhor, mas acho que cabe uns ajustes. Vou editar ali, fica à vonrade para descartar as modificações que não achares cabível. A parte de licenças já foi descrita antes, creio que basta citar.
O Centro de Tecnologia Acadêmica disponibiliza suas tecnologias e ferramentas para o empreendedorismo aberto, procurando recentemente aprofundar o conhecimento do desenvolvimento de economias colaborativas e sua inserção em suas redondezas. Nesse âmbito, ele também empreende no ramo da ciência aberta em seus projetos, abrindo caminho para qualquer um que procure colaborar. Assim, o Centro atende a mais um propósito da cultura livre, que é de gerar desenvolvimento local através do conhecimento aberto e das tecnologias livres.
......
This diff is collapsed.
Markdown is supported
0% or
You are about to add 0 people to the discussion. Proceed with caution.
Finish editing this message first!
Please register or to comment